quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Passou o Natal e o Ano Novo está em cima!

O blog tava meio abandonado.. pq eu tava me jogando de cabeça na vida real... A vida virtual acaba ficando um pouco de lado..
Para 2010 desejo aos meus amigos tudo de  maravilhoso que a vida pode oferecer:
  1. Frio na barriga de paixão
  2. Segurança do abraço do pai
  3. O calor da coberta no domingo de manhã de inverno
  4. A alegria do chimarrão entre amigos no parque, com sol
  5. Os fóruns depois de uma sessão de cinema, para descobrir as diferentes interpretações de quem está por perto
  6. Muuuuuuuuuuito beijo na boca, chamego, cheiro no pescoço e tudo mais que surgir depois disso..hehehe
  7. Muita bobagem, bagaceirice, piada e sacanagem boca a fora!!!
  8. Risada, sorriso e gargalhadaaaaa
  9. Festa, música alta, dança, alegria e noitadas
  10. Enfim, VIVER!!!! Viver com o dinheiro suficiente para nos deixar realizados - viajando, trabalhando, morando, etc...e tomando aquele chopp com os amigos!
Beijos - FELIZ ANO NOVOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Crepúsculo, Lua Nova, dúvidas e esperanças

Começo esse texto enfatizando que não sou fã dos vampirinhos...
Tudo aconteceu numa questão de dois dias: a TV à cabo transmitiu o Crepúsculo num início de noite (coincidência?!?) e minha irmã (17) comentou que iria no cinema com as amigas para ver Lua Nova.
Para quem não sabe (sempre tem um offline...) estou falando da série de livros de Stephenie Meyer, que virou filmes.
Um resumo cruel seria dizer que se trata de um romance entre um vampiro (Edward) e uma humana (Bella). As aventuras que permeiam esse amor envolvem muitos efeitos especiais, trilhas sonoras e arranca suspiros das adolescentes a cada olhar trocado entre os dois.
Eu não li os livros e assisti os filmes desprovida do meu senso crítico habitual... Abri o coração para conhecer a história de Edward e da mocinha sem graça. Tão sem graça que só mesmo um vampiro poderia se interessar. Você deve estar se perguntando: se é tamanho o descaso com relação a essa "onda" dos vampiros, pq diabos ela resolveu escrever sobre isso?

Minha resposta é simples. O romance de Edward e Bella me chamou atenção: é à moda antiga. E fiquei muito intrigada ao perceber o interesse da minha irmã adolescente, das amigas dela, e de toda a imprensa.
Talvez a gurizada enlouquecida não tenha a mesma visão que eu a respeito das cenas em que eles quase se beijam, quase se tocam...mas, vale a exposição.
Percebam a problemática: Edward é vampiro. Mas um vampiro alternativo - ele não suga o sangue de humanos. Como ele se alimenta? De animais, mas não aparece nenhuma vez. E isso não é o importante.
Retomando, ele é vampiro, mas confessa a Bella que seu cheiro mexe com as convicções "pseudo-vegetarianas" dele... Ele sente vontade de sugá-la... Ela está apaixonada por ele e o que mais quer é o contato físico. Quando ele se rende a aproximação, cada toque é supervalorizado com closes, zooms e todas as artimanhas do cinema para dar o devido destaque na telona...
A cena em que as mãos se tocam pela primeira vez, é lúdica, lembra as histórias da minha vó!
Quando se beijam, o rosto de Edward se contorse de tanto esforço em não degustá-la! E cada beijo torna-se um prêmio! Mais uma vez - o que fizemos com essa sensação tão deliciosa de conquista, de prazer, de provocação?
Será que é possível convencer toda uma geração a valorizar a qualidade e não a quantidade, quando o assunto é o coração??? Será que livros ou filmes conseguem essa façanha? Tenho minhas dúvidas.
Acho que a meninada se interessou muito mais em ver alguns atores sem camisa do que reparar no romantismo over romântico que percebi a cada cena (risos)...
De toda forma, caso alguém leia aqui... pode ser que desperte para esse viés.
E com essa intenção me lembrei de outro filme (dessa vez sem vampiros!): Efeito Borboleta.......
Quem sabe sou eu a começar um vendaval?!?

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Mais um mailzinho...



Na mesma linha da imagem de fundo pronta, disponivel em banco de dados free...
Com a disposição das informações por minha conta e risco!!!

Abraço,

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Siga as estrelas - Arte é tudo! Tudo é arte!



A intervenção das estrelas da Dez Propaganda me inspirou!Existe uma frase que eu adoro que diz - "Mire seus sonhos na lua, pois caso você erre, alcançará as estrelas".


Acho que estou vivendo uma fase assim, mirando na lua!


Passei ontem no Shopping Moinhos e bem na frente tinha uma estrela linda que uma artista estava usando como tela (foto ao lado)... A ação faz parte da Semana ARP de Comunicação.

Gosto de coisas inspiradoras e parabenizo a Dez pela iniciativa, pelo simples fato de as estrelas terem enchido de arte o meu domingo a tarde!

Confira como ficou o resultado enquanto eu estava por lá: 
Beijos

terça-feira, 27 de outubro de 2009

High Definition!!!
Hello people!!!

Sabe, não sei se serei jornalista... Não "cabo" em mim quando uma pauta dá certo, quando um entrevistado ajuda no trabalho da faculdade... ao mesmo tempo não me aguento quando uma ideia maluquinha é elogiada, as pessoas se admiram quando saio da caixa.
Cheguei a conclusão que o futuro vai me dizer se serei alguém no Jornalismo brasileiro...
Uma coisa é certa, tendo tempo, faço as duas coisas muito bem feitas.
Melissa Danda - em fase de eterno descobrimento!

Sei muito... tenho que organizar as coisas no meu cabeção......

Alguma sugestão?

Beijos, beijos e boa noite!

sábado, 17 de outubro de 2009

Mensagem de Niver - MASSA!

Mensagem de aniversário bem bacaninha do pessoal do Grupos!




Olá Melissa,

Hoje é um dia especial! Comece a sorrir mais cedo. Pense em coisas boas. Alimente seus sonhos. Escute uma música legal e dance, mesmo que sozinho. Valorize as pessoas próximas a você. Perca o controle. Grite. Espalhe alegria.

Lembre-se que você é um privilegiado. Nem todos têm as mesmas oportunidades. Agradeça. As coisas mais importantes são aquelas que você não pode ver.

Que tal começar hoje aquela mudança em sua vida que você vem adiando? Não espere para ser feliz. Não adianta tentar fugir de seus problemas. Ninguém consegue. Esqueça deles por um dia. Depois aprenda o que tiver que aprender e os enfrente. Não se deixe abater. Acredite. Tenha energia. O mundo começará a mudar quando você mudar. Viver vale a pena.
 
Lá no fundo, desejamos a você mais um ano com muita saúde, paz e amor. Sinceros parabéns. Feliz aniversário.

Um abração,
Equipe do Grupos.com.br

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dia do Professor

Nossa área de Capacitação oferece cursos ótimos!
Nossos professores são superqualificados...
Segue o Email Marketing que preparei para eles:



Trabalhinhos...

Não manjo nada de criação, mas acho que eu tenho um certo bom gosto...
Vou publicar alguns posts com algumas coisas que ando fazendo aqui no Marketing da CDL.

Passo 1 - uma boa imagem de fundo.
Passo 2 - Combinar fonte e cores...
Voi-lá! Tá na mão o convite do Treinamento de SPC!


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Ganhamos o Set Universitário!!!

Em Tele IV fizemos uma matéria sobre o Tradicionalismo...
A minha colega Larissa Fraga inscreveu nossa matéria e o resultado foi o melhor possível!!!!!!!!!

Confiram nosso trabalho:



Abraço

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Desapego



Cada dia que passa, me dou conta que o desapego, que era algo que eu acreditava fazer parte de mim, não faz.
Sou muito apegada às minhas idéias, às pessoas que convivem comigo e principalmente às pessoas que se afastam, que já não estão ao meu redor.
Sofro quando estou longe da família, sofro quando estou longe do meu amor...
Sofro quando as pessoas vão embora, sofro quando eu vou embora da vida delas...
E as vezes ir embora não significa realmente abandonar.
Significa não conviver diariamente, não ligar, não dividir as novidades, as bobagens do dia a dia...
Sentir saudades pra mim já doeu muito mais...
Mas é sempre um sofrimento enfrentar mudanças...
Sei que posso muito mais do que eu mesma posso imaginar. Enquanto não sei, vou sofrendo!
Vou vivendo e sofrendo...
Aprendendo muito. Aprendendo, errando, amando muito!
Que venham os próximos dias tempestuosos e desafiadores!!!!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Hoje eu aprendi...

...que não devemos admirar ninguém pelas lágrimas que presenciamos.
Não são as lágrimas de uma pessoa que a tornam verdadeira.
Eu me enganei, devo desculpas a mim mesma.
Mas pelo menos eu pude ver...a confiança às vezes não nos permite perceber quem o outro realmente é.
Sensação, admiração, confiança.. São sentimentos efemeros.
Eu baseio minhas relações na consistência que o respeito trás.
Eu não mantenho relacionamentos com pessoas vazias. Eu não gosto de futilidade. Meus amigos não são vazios, minha vida não se baseia na beleza, no corpo ou na aparencia.
É o espírito, a alma, a sensibilidade, a responsabilidade, a maturidade que revela a verdadeira beleza das pessoas.
Tenho pena de quem me olha e não enxerga o que realmente deveria ver... Ok, eu aceito, quero distância!

Nós já não ouvimos mais

O silêncio se vai.

Nascemos. Rompimento primeiro do silêncio de nove meses que, por mais que não tivéssemos voz, já sabíamos o que significava a poderosa mensagem do carinho materno. A comunicação existe, é estabelecida desde a gestação. A preocupação de Virgínia Menezes, advogada da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre, nos primeiros meses de gravidez a deixava em silêncio. “Nos primeiros meses tive sangramento, e não tinha como sentir o bebe mexer... meu silêncio era de preocupação. Tudo passou quando, no 5º mês, pude realizar a ecografia e ouvir o coração da minha segunda filha”, explicou, tocando na barriga, agora de 7 meses.

Durante a infância raramente temos, ou damos, um momento de silêncio. São muitas descobertas, brincadeiras e acontecimentos extraordinários. Os anos passam, a adolescência chega e nosso silêncio agora é corporal. Os meninos pela voz que, hora fina, hora grossa, causa constrangimentos terríveis, fazendo-os silenciar. As meninas se calam devido às mudanças do corpo: algumas por ficarem com muito peito, algumas por terem muita bunda.

Nossa personalidade se forma e aprendemos que num momento de concentração é preciso estar em silêncio. Perdemos entes queridos e experimentamos o silêncio eterno. Mudamos de opinião, de roupa e de religião diversas vezes, até definirmos quem somos. Muitas vezes isso não se define e as pessoas passam anos em terapia, falando, falando e falando. Nunca em silêncio.

Chegamos à vida adulta e toda a responsabilidade que este momento agrega recai sobre cada um, conforme os sonhos, objetivos e metas a serem alcançadas. Conforme dado da Catho Online (empresa de recrutamento e seleção via web), em 2009, 79,5% dos brasileiros está com contrato de trabalho com a carteira assinada. Ao longo do dia, nós, os trabalhadores, recebemos estímulos auditivos às pencas.

Um golpe ao silêncio.

Desde o despertador para acordar, ao rádio para saber a temperatura, tudo acontece sorrateiramente. O microondas apita três vezes para avisar que o café está quente, a televisão tem trilhas para avisar que o programa está indo e voltando do comercial. Isso está tão presente no cotidiano que passa despercebido.

Quando colocamos o pé fora de casa, raramente ouvimos natureza. Mas os pássaros, alguns, ainda estão lá, cantando nas árvores. Se nas manhãs de sol conseguíssemos ouvir a brisa tocando suavemente as folhas dos ipês amarelos, seria ótimo, mas o ronco de alguns dos mais de 1.500 ônibus que circulam em Porto Alegre, deixa claro que este momento não será possível.

No trânsito é o caos: freada, buzina de caminhão, buzina de moto, batida. Motor, motor, motor, esperando abrir o sinal. Abre o sinal, recomeça a buzina, de carro, de moto e de caminhão, freia, anda, para e mais barulho de motor. Muitos preferem se refugiar deste universo barulhento ao som de suas músicas favoritas, com o celular, rádio, mp3 ou qualquer outro eletrônico. Percebemos uma diferença drástica entre o vidro da janela aberto ou fechado.

Já não sabemos mais como é o silêncio. Encobrimos um som com outro, trocamos os ruídos altos e inconstantes por música alta, que nos tire a atenção do que nos incomoda. Falamos cada vez mais alto e nem percebemos. Na agência de propaganda e marketing Novacentro, onde Grazielle Araújo é assessora de imprensa, o “zunzunzum” dos colegas é constante. “Eu sou jornalista, eles são publicitários, todos da área da comunicação... Já viu jornalista fazer silêncio? Eu nunca vi! É telefone da mesa que toca junto com o telefone celular, às vezes o rádio está ligado ou estou vendo um vídeo no computador... tem horas que até o barulho do teclado incomoda, mas é necessário, fazer o quê?”, justifica Grazielle.

Chega a hora do almoço. Salvo se você tem a possibilidade de aproveitar o aconchego do seu lar no intervalo de uma hora, não há saída a não ser enfrentar um restaurante lotado ou uma praça de alimentação de um dos shoppings da cidade. A união das vozes, o ruído dos pratos somado ao tilintar dos talheres forma uma sinfonia louca, onde não ouvimos nem nosso próprio coração. No shopping é ainda pior, pois além de todos os ingredientes anteriores temos a música ambiente. Que se fosse mesmo ambiente não teria problema, pois normalmente é ao vivo: o artista quer se fazer ouvir, e acabamos nos sentindo num caldeirão sonoro, onde o ingrediente principal desta “sopa” é a disputa pela nossa atenção.

Algumas pessoas aproveitam o intervalo do almoço para buscar um instante de silêncio. É o caso de Lindomar da Silva, pedreiro, que todos os dias vai a capela histórica Nosso Senhor dos Passos, localizada na Santa Casa de Misericórdia, no Centro da capital. “Venho aqui todos os dias, faço umas orações fico um pouco em silêncio, e volto a trabalhar renovado. É muito bom, o silêncio é muito gostoso. Me lembro lá de fora, no campo, lá tem muito mais silêncio, só ouvimos os grilos...”, disse ele. Algumas pessoas aproveitam o ambiente da capela para a leitura, e apesar da música em latim, é um ambiente tranqüilo. Diferente dos corredores do Hospital e mais alheio ainda as avenidas ao redor. Concentrar-se parece mais fácil.

Voltamos ao trabalho, e mais uma boa dose de toques de telefone, chamadas, bipes, folhas, teclado e reuniões, pausa para o cafezinho. Atendemos o celular ou ligamos para alguém. Voltamos às atividades e o nosso pensamento não silencia nunca. Não tiramos os olhos de frente da tela a não ser que a impressora faça barulho pedindo tinta ou folha. O expediente termina com o bipe da máquina ponto registrando o horário de saída.

Acabou? Não... Muitos começam uma nova e barulhenta jornada: é a lista do supermercado, uma atividade do trabalho que vai ser terminada em casa, aula na faculdade, aula de dança, tarefas do curso de inglês, pegar o filho na escola ou ainda, aquela saudade de pegar um cinema. Alguns vão se preparar para um assistir um show, ou para tocar com a banda em algum barzinho.

A melodia do silêncio.

Músicos e artistas são, naturalmente, pessoas com muita sensibilidade. A banda Sexteto Blazz estava no Café da Oca. O ritmo era o jazz, pura improvisação. Os músicos tocavam em silêncio. Os olhares falavam muito: erros, acertos, comemorações e aprovações seladas num olhar ou sorriso velado. Os que assistiam e estavam envolvidos pela música: em silêncio. Cada casal, cada mesa ocupada, em absoluto silêncio, se deixando levar pela música.

Para o tecladista Leandro Hessel, música é silêncio. “Sem o silêncio a música não existiria. Não é a quantidade de notas que faz uma música ser boa e sim as notas certas nos momentos certos. O bom músico, o bom compositor, é aquele que sabe usar o silêncio a favor da música, para criar o ritmo certo, melodioso”, disse Hessel.

O silêncio absoluto não existe. Mas se existisse seria assustador. “Deixaria nítida, seria a comprovação da solidão absoluta”, explicou o tecladista. Para ele o local mais silencioso é a beira da praia. “O mar tem um barulho próprio, é quase um mantra... Prefiro assim, um ruído longe, constante, do que o silêncio absoluto”, completou.

O mês do silêncio.

No Brasil, esquecemos que o silêncio existe em fevereiro. Festa, folia e farra! Show, sereno e samba. Tem banda, balada e bumba meu boi. Trio elétrico, “tira o pé do chão” e “todo mundo louco”! Muito confete e serpentina: é o nosso Carnaval!

Todos estavam no sambódromo de Porto Alegre na noite de segunda-feira, quando a especialista e m cultura brasileira e carnavalesca do Rio de Janeiro, Maria Augusta, chegou. A paleta de cores vibrantes das suas roupas já demonstrava parte do seu amor pelo carnaval. As mãos cheias de anéis e o corpo envolto com colares de miçangas auxiliavam nas explicações sobre a importância do ritmo para uma escola de samba. E o que isso tem a ver com o silêncio? Tudo. Cada batida e cauda pausa num surdo de bateria, cada apito do mestre de bateria, a maneira como o corpo se move no samba, tudo tem relação com as formas de utilizar o silêncio para criar a marcação do compasso, item fundamental para o quesito harmonia. “É no silêncio que eu crio. O silêncio é muito pessoal, eu, por exemplo, preciso dele para me concentrar. Os bons temas enredos surgem quando eu sonho! Me acordo, escrevo e em duas horas está pronto. Mas é raro... Quando isso não acontece, preciso pesquisar, ler muito e isso requer concentração, atenção”, explica ela.

E quando o silêncio não vem?

João Alfredo, Cidade Baixa, Porto Alegre. Bar: Ossip. Quando o assunto é happy hour, muitos jovens gaúchos escolhem a Cidade Baixa como alternativa de lazer. Até aí, nada de mais. A preferência de muitos é o boteco Ossip, bem na esquina, com iluminação intimista e poucas mesas para acomodação da centena de clientes que passa por ali nas noites movimentadas. O problema com silêncio é constante. A Relações Públicas, Vanessa Gomes, mora no prédio em frente ao bar. “Lei do silêncio: ela existe? Alguém respeita? Eu sei que a lei existe, mas na João Alfredo - Porto Alegre ninguém respeita.. Quando chega a hora de dormir, não tem jeito, a minha receita é o bom e velho algodão na orelha”, reclama.

Para Grazielle Araújo, jornalista, uma das situações que mais sente falta do silêncio é no cinema. “É o barulho do papel de bala, do saco de pipoca, do final da latinha... ou então é pior, algum um mal educado que esqueceu o celular ligado...”, diz, injuriada.

As duas profissionais da comunicação concluem que no dia a dia não existe silêncio. “Nem no alto de uma montanha não há silêncio. Ainda assim vamos ouvir o barulho do vento”, reflete Vanessa. E Grazielle complementa “pois tu sabes que agora fiquei pensando quando foi a última vez que tive alguns segundos de silêncio... e ainda não consegui me lembrar!”.

Silêncio x Palavras

Em “Deficiências”, Mario Quintana escreveu: "Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão, pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

Na Bíblia, Jesus diz aos discípulos que “temos duas orelhas e apenas uma boca, para ouvir mais e falar menos.”
A maioria das pessoas acha que a beira da praia é um lugar silencioso.
Algumas pessoas acreditam que a música é feita de silêncios.
O silêncio absoluto não existe, e se existisse seria assustador.

E você? Leu esta matéria num lugar silencioso? O que o silêncio significa para você?

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

DEFICIÊNCIAS - Mario Quintana (escritor gaúcho 30/07/1906 - 05/05/1994)


"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.


"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão, pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:

"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.



"A amizade é um amor que nunca morre. "

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Desenhos de Palito


Este é o organograma do Marketing da CDL... Feito por mim!!!
Eu sou a "sorriso quadrado" que cuida do Marketing de Produtos

sábado, 12 de setembro de 2009

Caminho das Índias

Acabou a novela...
Será que só eu percebi que a autora fez uma transferência incrível do problema pessoal (a filha que faleceu!) e o enredo da novela???
O "Rajhubert" foi dado como morto e voltou;
O "BurRaul" se fez de morto e voltou, por mais que ele tivesse feito coisa errada, ainda estava vivo, deu pra perceber que o Seu Cadore ficou feliz...
O que será que a Glória Perez quis dizer com todos os filhos que estavam mortos e voltaram???
Nada mais simples de perceber, que mesmo que a filha dela estivesse escondida no exterior ela ia preferir saber que está viva, aproveitando a vida!
Acredito que todos são assim... Imprimimos no nosso trabalho tudo que somos. Toda a carga de emoção, das situações boas ou más que já passamos, está lá...
Se dormimos bem, se estamos cansados, se nos dedicamos à leitura e sabemos do que estamos falando, se estamos comendo bem, se temos energia para atender as expectativas daqueles que nos cercam.
Perceba como nosso trabalho reflete o que somos, as atividades que escolhemos reflete muito do que almejamos, do que gostamos de conviver... pois se não for assim, vamos diminuindo os níveis de ceratonina... aquela famosa substância que faz nosso cérebro dizer para todo o resto que estamos felizes...
E em alguns casos, nem um chocolatinho ajuda (sim, o chocolate aumenta o nível de ceratonina, por isso a mulherada na TPM fica louca por chocolate!!! Para ficar mais feliz!!!!)...
Perceba em você quais características são mais marcantes e como você pode estampar seu selo naquilo que faz...
Eu já descobri: minha sensibilidade em escrever, em conversar, em cuidar dos detalhes, em gostar de me dedicar às pessoas é a minha marca. Se eu conseguir divertir as pessoas, sensibiliza-las, faze-las pensar pra cima, me deixa muito realizada.
E eu gosto de demonstrar isso num abraço, num convite ou nas cartinhas de aniversário... Na roupa que eu visto, numa foto ou email que eu envio, no conteúdo que eu indico para as pessoas via internet.

Esse é o meu selo, minha marca: colocar Mel na vida de todo mundo e tornar todas as coisas mais doces!!! Qual é o nível de transferência das minhas experiências para estas atitudes? Ainda não sei... Mas que deve ter alguma relação, ahh isso deve...

Abraço \o/

Meu pai maratonista...

Hoje meu pai tá todo bobo.... Teve uma matéria publicada na web!
Confiram a história do meu pai maluco por corrida, faça chuva, faça sol, aqui ou no exterior, valendo medalha...
Ele tá dentro!

http://www.correndocomsaude.com.br/joomla15/index.php

Abraço. \o/

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Me indicaram a matéria abaixo.... Pq será, hein?!

Paola Deodoro
paola.deodoro@zerohora.com.br


It girls são como musas. Com personalidade e modos de vida marcantes, as "meninas do momento" se tornaram importantes referências de estilo no mundo. São apostas das principais grifes e exemplo para quem gosta de seguir o que é novo, o que é fresco, o que é atual.

Uma das mulheres que tem o nome mais ligado a este termo é a modelo Kate Moss. Aos 36 anos, ela segue como uma das principais opções para grandes campanhas publicitárias pelo poder de influência que desenvolveu ao longo da (nem tão exemplar) carreira. Outra britânica que provoca a reverência dos modernos é a atriz Sienna Miller. Com um dress code impecável, Sienna roubou espaço das supermodelos e estampou a capa da importante edição de setembro da Vogue America de 2007, instalando a tradição. Em 2008 foi Keira Knightley e, na edição atual, é Charlize Teron quem está na primeira página. Ainda que de forma mais contida, a atriz desfila um dos guarda-roupas mais impressionáveis da temporada.

Tem, inclusive, it girl brasileira circulando pelas "september issues" das principais revistas de moda. A relações-públicas da Louis Vuitton no Brasil, Roberta Romano, foi fotografada para a sessão "Street Fashion" da Elle inglesa. Bianca Brandolini, namorada do herdeiro da Fiat Lapo Elkann, abriu seu closet para ilustrar três páginas da Vogue inglesa.

Hollywood tem as suas. Londres tem as suas. São Paulo tem as suas. E Porto Alegre também. Incentivados por uma pesquisa feita pela Delta Sys, da Allcon, que buscava identificar o perfil do mercado de moda gaúcho, ficamos com vontade de buscar as garotas-referência locais.

– A nossa pesquisa foi baseada em alguns nomes específicos, determinando o perfil de quem segue e de quem determina o que é moda dentro de um contexto. E descobrimos que não só a moda que está envolvida. Outros traços do comportamento também são decisivos para formar o que nós chamados de influenciadoras de moda – contou a diretora do núcleo de pesquisas da Delta Sys, Fernanda Pereira.

Segundo Fernanda, essas mulheres tem um círculo grande de amigos, são independentes, já moraram fora, viajam com freqüência e circulam em diferentes lugares. Geralmente namoram ou são casadas, e a relação com os cabides vem, em grande parte, como herança materna. Gostam de trabalhos que exercitem a criatividade e a sensibilidade e admiram as coisas ligadas à arte.

Mas o surpreendente é que não são consumidoras descontroladas, como parece em uma primeira avaliação. Quem gosta de moda consome de maneira mais proveitosa e consciente, porque considera o momento da compra uma decisão importante.

– Eu não tenho uma wish list (lista de desejos). Eu me apaixono por uma peça e compro, independentemente se é a tendência desta temporada – revela Sabrina Gasperin, modelo gaúcha que mora em São Paulo.
Sabrina, 33 anos, está de casamento marcado para outubro com o designer de joias Ara Vartanian, amado pelas jet-setters brasileiras. Natural de Caxias do Sul, ela vem sendo frequentemente apontada pelos rankings nacionais como um bom exemplo de estilo. A roqueira que chegou a morar em Seattle, nos Estados Unidos, para acompanhar de perto o movimento grunge, adora motocicletas, é fã do seriado Twin Peaks e tem uma casa na riponga Trancoso, na Bahia, reúne elementos essenciais para uma it girl: é eclética, circula entre gente muito interessante e convive com pessoas ligadas ao design e à moda. A fórmula certeira resultou em uma mulher de personalidade: nada de plataformas altíssimas e calça cenoura em seu armário.

– O que está fazendo sucesso no meu acervo ultimamente tem sido uma jaqueta de couro do Reinaldo Lourenço, que tem um laço na gola, uma ankle boot preta da Chloé, vazada dos lados, e umas regatas decotadas da Raya de Goye, que gosto de usar com a lingerie aparecendo.

Com tanto know-how, decidiu colocar seus conhecimentos de estilo à prova e, dentro da marca de jóias do noivo, lançou no ano passado uma linha com o seu nome.

– As criações do Ara são grandes, com pedras gigantes. As minhas são mais delicadas, mais femininas, com influências étnicas dos lugares que eu já visitei, como a Índia e a China.

TRIO DO PODER

Quem são as it girls que influenciam a moda, o comportamento e o estilo das mulheres mundo afora

Kate Moss: a mais "it" das "it girls" foi a responsável por ampliar o gosto pela calça skinny, pela franja reta, pelo estilo boyish e também pelas botas de cano longuíssimo, chamadas cuissardes.

Nicole Richie: depois de muito exibir sua silhueta magérrima, ajudou a incorporar as overshirts (camisetas imensas) ao guarda-roupa das grávidas. Principalmente durante sua segunda gestação.

Sienna Miller: a mais descolada das it girls, ela é quase consenso de bom-gosto. Com Sienna, o modelo de bolsa mais clássico da Chanel, o 2.55, de matelassê e alça de correntes, saiu do brechó e virou hype.

A PIONEIRA

O termo it girl foi usado pela primeira vez pelo romancista Elinor Glyn para descrever a atriz Clara Bow, quando ela surgiu em 1927 no filme-mudo "It".

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A mulher da pagina 194


Ela é loira e linda. Tem 20 anos. Modelo profissional.
Saiu na última edição da revista americana Glamour ilustrando uma reportagem sobre autoimagem, e foi o que bastou para causar um rebuliço nos Estados Unidos. A revista recebeu milhares de cartas e e-mails.
Razão: a barriga saliente da moça. Teor das mensagens: alívio. Uma mulher com um corpo real.
Não sei se Lizzie Miller, que ficou conhecida como a mulher da página 194, já teve filhos, mas é pouco provável, devido à idade que tem. No entanto, quem já teve filhos conhece bem aquela dobrinha que se forma ao sentar. E mesmo quem não teve conhece também, bastando para isso pesar um pouco mais do que 48 quilos, que é o que a maioria das tops pesa.
Lizzie não é um varapau — atua no mercado das modelos “plus size”, ou seja, de tamanhos grandes. Veste manequim 42, um insulto ao mundo das anoréxicas.
A foto me despertou sentimentos contraditórios. Por mais que estejamos saturados dessa falsa imagem de perfeição feminina que as revistas promovem, há que se admitir: barriga é um troço deselegante. É falso dizer que protuberâncias podem ser charmosas. Não são.
Só que toda mulher possui a sua e isso não é crime, caso contrário, seríamos todas colegas de penitenciária. Sem photoshop, na beira da praia, quase ninguém tem corpaço, a não ser que estejamos nos referindo a volume. Se estivermos falando de silhueta de ninfa, perceba: são três ou quatro entre centenas. E, nesse aspecto, a foto de Lizzie Miller serve como uma espécie de alforria.
Principalmente porque ela não causa repulsa, ao contrário, ela desperta uma forte atração que não vem do seu abdômen, e sim do seu semblante extremamente saudável. É saúde o que essa moça vende, e não ilusão. Um generoso sorriso, dentes bem cuidados, cabelos limpos, segurança, satisfação consigo própria, inteligência e bom humor: é isso que torna um homem ou uma mulher bonitos.
Aquelas meninas magérrimas que ilustram editoriais de moda, quase sempre com cara de quem comeu e não gostou (ou de quem não comeu, mas gostaria), são apenas isso: magérrimas. Não parecem pessoas felizes.
Lizzie Miller dá a impressão de ser uma mulher radiante, e se isso não é sedutor, então rasgo o diploma de Psicologia que não tenho. Ela merecia estar na primeira página, mas, mesmo tendo sido publicada na 194, roubou a cena.
Achei a Lizzie linda, poderosa, vitaminada e auto-confiante!
Concordo plenamente com a Martha, bom-humor e inteligência são afrodisíacos.
Celulite significa gostosa em braile!!!! Já que não existe mulher sem celulite.... não existe umazinha que não seja gostosa!
Viva a liberdade de comer o que se gosta... Abaixo as dietas malucas!
Sou a favor de uma alimentação colorida, incluindo tudo de saladas e frutinhas, mas não tem quem resista a uma pizza cheia de queijo e catchup... E como isso sempre vem acompanhado de boa companhia, amigos, chopp e etc... Sou a favor da diversão ao redor de uma boa mesa de bar!
Azar das calorias...
Viva o prazer de conviver consigo!

Beijos

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

The Secret Life of Bees

Morando em uma fazenda de pêssego na Carolina do Sul com seu pai, duro e inflexível, Lily Owens moldou sua vida inteira em torno de uma lembrança devastadora e turva em sua memória - sua mãe estava morta, quando Lily tinha apenas quatro anos.
Desde então, sua única companhia real tem sido o coração forte, e às vezes, apenas feroz, de uma mulher negra, Rosaleen, sua babá.
Quando Rosaleen insulta três dos mais profundos racistas na cidade, Lily sabe que é primavera, momento de se sentirem livres. Ela resolve fugir. Os pensamentos de Lily a levam a pensar em ir em direção a uma cidade chamada Tiburon, Carolina do Sul - um nome que ela encontrou na parte de trás de uma imagem entre os poucos bens deixados por sua mãe.
Lá elas são acolhidas por um excêntrico trio de irmãs negras que trabalham com apicultura chamadas de May, June e August. Lily pensa nelas como as irmãs do calendário e entra em seu fascinante mundo secreto de abelhas e mel, além da Madona Negra, que preside esta família de mulheres fortes e cultas. A perda maternal e traição, culpa e perdão se entrelaçam em uma história que leva a Lily a única coisa que seu coração anseia.

The Secret Life of Bees, ou A Vida Secreta das Abelhas tem uma rara sabedoria sobre a vida - sobre mães e filhas e as mulheres em nossas vidas que se tornam nossas mães verdadeiras.
Uma história notável sobre o poder divino das mulheres e do poder transformador do amor.
É o tipo de romance que as mulheres indicarão entre si e que as mães transmitirão às suas filhas para os próximos anos.

Fui assistir este filme ontem, e tinha visto o trailer apenas... Cheguei achando que veria uma aventura e saí profundamente tocada por um drama.
Chorei que sai do cinema "deformada"!
Um elenco espetacular, com situações incríveis para proporcionar uma importante reflexão a respeito do racismo, das diferenças culturais, mentira e verdade, relação familiar mas principalmente sobre o amor, e como ele relfete nas pessoas a quem nos dedicamos.
Não imaginava ver um filme tão triste mas ao mesmo tempo tão bonito...
Acredito que a profundidade dos sentimentos é proporcional ao tanto que nos abrimos, ao tanto que nos permitimos sentir...
Seja o sentimento que for....
Recordei muitas lições vendo esse filme...
Acho que vou assistir de novo, talvez sem chorar tanto.... heehehehehehehhe...

Até mais!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Som ou Silêncio?


O elo perdido já não é tão importante... O que as pessoas buscam, na era da tecnologia, do progresso e das grandes cidades é o silêncio. Estamos em busca do silêncio perdido. No trabalho, além do teclado, tem o telefone da mesa, o telefone celular, “zumzumzum” dos colegas. Na rua tem as freadas de pneu, ronco de motores, batidas, aviões, o apito do guardinha que faz a segurança e de repente – uuuééééééééééééééééuuuuuuuu, uma sirene reclama a atenção dos motoristas.

Algumas pessoas quando silenciam se sentem incomodadas, inquietas, ficam irritadas. Outras pagam caro por aulas de yoga, spas na serra ou livros de meditação. Para algumas pessoas, o silêncio é um momento guardado numa memória distante, de uma noite no meio de uma fazenda, há quilômetros da estrada, num lugar onde até os animais sabem ficar em silêncio. Simplesmente uma lembrança distante, sufocada entre a última música da Madonna e o pensamento de como seria enlouquecedor ser surdo.

A poluição sonora, muitas vezes, ultrapassa o limite do suportável e se faz presente em situações que são obrigatórias, como por exemplo para trabalhadores da construção civil, DJs, artistas ou atendentes de pedágio. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o limite tolerável ao ouvido humano é de 65 decibéis. Acima disso, nosso organismo sofre estresse, aumenta o risco de doenças, tanto físicas como psicológicas. Com ruídos acima de 85 decibéis aumenta o risco de diminuição da capacidade auditiva. Para mensurar a amplitude da poluição sonora é simples: quanto tempo de exposição e o qual o nível do barulho a que a pessoa se expõe. Com relação ao trabalho na indústria, não importa enfrentar todos os dias o barulhão de uma montadora de carros, a maioria das pessoas não pensa no futuro.

O que as pessoas fazem para conseguir dormir com vizinhos barulhentos? O que é pior: um bar lotado de boêmios até altas horas, ou cultos religiosos com fanáticos louvando e cantando ao Senhor a plenos pulmões e um sistema de som bem equipado?

Nosso organismo é barulhento: espirro, tosse, estalo dos dedinhos do pé, palmas, pum ou aquele ronco de fome que de vez em quando aparece no estômago... se nosso organismo tem ruídos, nunca conseguiremos silenciar? E no cinema? Temos que parar com o barulho do papel de bala, do saco de pipoca, do finalzinho do refri, simplesmente para ouvir toda a trilha, falas, e efeitos sonoros do filme que vamos assistir. O silêncio é artigo raro nas prateleiras da vida moderna. Silêncio é não ter interferência externa. E os nossos pensamentos? Por vezes são mais barulhentos do que ensaio de escola de samba! Queremos nos livrar disso?

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Sway - Dean Martin


"Quando ritmos de marimba começam a tocar
Dance comigo, me faça balançar
Como um oceano preguiçoso que abraça a costa
Me segure firme, me balance mais

Como uma flor que dobra na brisa
Dobre comigo, balance com facilidade
Quando nós dançamos você tem um jeito comigo
Fique comigo, balance comigo

Outros dançarinos podem estar na pista
Querido, mas meus olhos só o verão
Só você tem aquela técnica mágica
Quando nós balançamos que eu fico fraca

Eu posso ouvir os sons de violinos
Muito antes de isso começar
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora

Outros dançarinos podem estar na pista
Querido, mas meus olhos só o verão
Só você tem aquela técnica mágica
Quando nós balançamos que eu fico fraca

Eu posso ouvir os sons de violinos
Muito antes de isso começar
Me faça vibrar como só você sabe
Me balance suavemente, me balance agora"
Ritmo... Quantas vezes nosso dia passa e nem percebemos o ritmo que imprimimos nas situações?
Dançar é descobrir qual ritmo encaixa no batimento do nosso coração, com a mão do seu par nas costas e o impulso que esse gesto te remete a fazer, seguidos, repetidos, circulares...
Gostoso...
Dançar é curtir um momento ao máximo, uma música expõe todos os ritmos que guardamos nos quadris, nos ombros, nos olhos, nas mãos...
Dançar! É disso que eu gosto!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O Silêncio


Muitas pessoas tem comentado, e eu mesma já me dei conta, que não sei de um lugar onde exista silêncio absoluto.
As pessoas não ficam mais em silêncio.
Sabemos que a poluição sonora vai além do que podemos suportar... Muitas profissões lesionam seus profissionais em função do ruído.
Estou fazendo uma pesquisa para uma reportagem que vai falar exatamente sobre ele: o SILÊNCIO.
Preciso descobrir o que as pessoas fazem para conseguir dormir em casas barulhentas, com vizinhos barulhentos.
Lei do silêncio: ela existe? Quem respeita?
Existe um lugar silencioso? Onde fica?
Existe alguém que não goste de silêncio? O que sentem?
E quem precisa de concentração, usa algodão na orelha?
Estou em busca do silêncio perdido.
Quem tiver uma dica, opinião, desabafo ou saudade de um silêncio que se foi...
Fique a vontade para comentar, vou apreciar colocá-los na minha matéria.

Abraço

domingo, 16 de agosto de 2009

Mistério tem em todo lugar...


...principalmente no coração.

Li essa frase muitas e muitas vezes em folhas, folhinhas, bilhetes, recadinhos em papel de pão, ao redor de poesias arrancadas de revistas...
Li isso em mensagens de CLJ, em capas de caderno, bloquinhos, folhas de arvores, no verso de fotografias.
Foi num domingo de sol igualzinho ao dia de hoje que ela tirou a última foto. Tudo parecia muito bem, tudo bem.... Mas os mistérios que ela carregava no coração ninguém sabia.
Ninguém conhecia.
Cada um tem o direito de carregar seus mistérios onde quiser...
Alguns carregam nos olhos. Outros nas palavras. Tem gente que tem uma aura misteriosa... Ela não.
Ela tinha as palavras claras, os olhos claros, o mistério estava no amor..
No órgão que ama, que pulsa, que faz viver todo o resto.
Mistério tem em todo lugar, mas principalmente no coração. Era isso que ela dizia em seu intimo, em seus pensamentos escritos por toda a parte.
Hoje, um domingo de sol, eu senti saudade...
E pela primeira vez, minhas lembranças reavivaram na memória, e meu peito nao ficou angustiado. E nao senti tristeza.
Será que faz parte do Jogo do Eu??????
Sinto falta de fotos...
Mas ainda lembro da voz, da risada, do perfume de flor.
Da alegria das viagens, da euforia dos compromissos marcados com antecedência.
Da preocupação com o cabelo, com as unhas e aquele bolo de chocolate...
Das idas na Redenção...
Dá saudade, não nego, só não dói mais.
Acho que o tempo curou essa marca.
Acho que ver o Marcelo bem me deixa muuuuuuuito feliz! E isso não tem preço... Acho que era isso que ela esperava de nós.

Mel Danda - com o coração maior que o azul do "céu de brigadeiro" que vi hoje, quando abri a janela.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Promoção da @vinteeoito no Twitter


A galera tinha que escrever frases para o Dia dos Pais, eu mandei umas 3 frases e GANHEI!

“MEU PAI MERECE UMA CAMISA DA @vinteeoito PORQUE” ele precisa de uma camiseta da sorte para correr a 28ª maratona!
“MEU PAI MERECE UMA CAMISA DA @vinteeoito PORQUE” meu pai tem 28 maneiras de vestir camiseta!
“MEU PAI MERECE UMA CAMISA DA @vinteeoito PORQUE” pai de publicitária tem mta criatividade para mostrar.

Tempo


13 de agosto de 2004
13 de agosto de 2009
Publicidade & Propaganda - PUCRS

!!!!!5 anos de formatuuuuuuraaaaaaaaaaaa!!!!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Folia no meu quarto


Folia No Meu Quarto

O Teatro Mágico

Composição: Fernando Anitelli/Nô Stopa

Se água nos olhos do palhaço molha
Menina dos olhos abandonada

Boneca de pano, de pena, chora.. pano
Água nos olhos da gente escorre

Corre beirando boca, ribeirão
Dorme junto ao coração
Faz do peito cachoeira

Leva, lavando, me deixando leve
Que a certeza não escorregue
Feito pedra de sabão

Bola, vidro, janela, bronca, tapa
Dias e dias sem televisão
Fecho porta pra não escutar briga
E, também, pra briga não escutar minha canção

Que faço distraindo a vida
Vou traindo minha sina
Distraindo decisão
Falo coisas que as vezes não faço
Sou boneca, sou palhaço, ponto de interrogação

Todo ser seria
Todo rio riria
Toda flor folia
Abajour pra escuridão

Toda brincadeira começa com alegria
Mas o sino do almoço troca o riso por feijão

Todo ser seria
Todo rio riria
Toda flor folia
Abajour pra escuridão

Toda brincadeira começa com alegria
Mas o sino do almoço troca o riso por feijão

Quero mais careta no retrato
Quero mais folia no meu quarto
Quero mais careta no retrato
Quero mais folia no meu quarto

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Quando...

Quando for amar, ame o mais profundo que puder...

Quando for falar, fale o que realmente for necessário...

Quando for sorrir, procure sorrir com os olhos também...

Quando pensar em desistir, lembre-se da luta que foi começar, e não desista!

Quando quiser se declarar a alguém, faça isso sem medo do que essa pessoa pensará de você...

Quando sonhar, sonhe bem alto, bem longe...

Quando for partir, não diga adeus, diga que foi tudo maravilhoso...

Quando abraçar um amigo, abrace-o com todo o carinho e lembre-se desse abraço por toda a vida!

Quando precisar de ajuda, não se envergonhe de pedir socorro, sua humildade vale a vitória...

Quando sentir raiva de alguém, peça luz em oração a essa pessoa...

Quando tentar algo de novo na vida, tente pra valer, mude, arrisque-se e viva intensamente...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Dicionários de Inglês

Para quem gosta de estudar linguas e quer dicas boas, deve seguir o blog englishexperts.com.br. Além de boas dicas, tem um sistema para receber as dicas todos os dias por email!!!

Quem quiser saber sobre os melhores dicionários de inglês-inglês ou inglês-português acessa http://www.englishexperts.com.br/category/dicionario-tradutor/

Abração!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

A palhaçada tá grande....

Senado seguindo a linha Reality Show: com brigas tem mais audiencia!!!!
Leia a íntegra do bate-boca entre Tasso e Renan
Senadores discutiram em plenário nesta quinta-feira.
Sessão teve que ser interrompida por dois minutos.
Do G1, em Brasília


O líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), e o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) bateram boca em plenário nesta quinta-feira (6) após o peemedebista ler a representação de seu partido contra o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM). Após a discussão, a sessão foi interrompida por dois minutos.

O bate-boca começou quando Virgílio ia se defender das acusações feitas na representação da tribuna do plenário, e Tasso pediu ao presidente da Casa que fosse retirado um manifestante, e foi criticado por Renan.

Leia abaixo a íntegra do ocorrido:

Tasso Jereissati - Existem manifestações aqui nessa tribuna de honra. Eu pediria que retirassem esse senhor aqui que está fazendo constantes manifestações, porque não está de acordo com o regimento.

Renan Calheiros - Sr. Presidente, pela ordem. A respeito da manifestação do senador Tasso Jereissati. Essas crises acontecem por isto: É a minoria com complexo de maioria. Quer expulsar agora um cidadão que está aqui participando da sessão, que é uma sessão, infelizmente, histórica do Senado Federal.

Tasso Jereissati - Ele não está participando. A tribuna de honra não pode ficar fazendo piada aqui. Senador Renan, não aponte esse dedo sujo para cima de mim. Não aponte esse dedo sujo para cima de mim. Estou cansado das suas ameaças.
Renan Calheiros - O dedo sujo, infelizmente, é o de V. Exª. São os dedos dos jatinhos que o senado pagou.

Tasso Jereissati - Pelo menos, era com meu dinheiro. O jato é meu. Não é o que o senhor anda, o de seus empreiteiros.

Renan Calheiros - O dinheiro é seu?

Tasso Jereissati - É meu. É meu. É meu e eu tenho para falar.
(fala fora do microfone. Inaudível.)

Tasso Jereissati - Eu coronel, cangaceiro? Cangaceiro de terceira categoria. (Pausa) O quê? Repita o que você disse! O decoro parlamentar. Renan Calheiros - Você não é coronel de nada.

Tasso Jereissati - Repita o que você disse aí!

Renan Calheiros - Me respeite!
Tasso Jereissati - Repita o que você disse aí!

Renan Calheiros - Você é minoria com complexo de maioria. Me respeite!

Tasso Jereissati - Sabe de uma coisa? Eu não respeito.

(fala fora do microfone. Inaudível.)
Tasso Jereissati - Sr. presidente, o senador Renan Calheiros acabou de quebrar o decoro parlamentar, dirigindo-se a mim com palavras de baixo calão. Peço que seja feita uma representação sobre isso.
Renan Calheiros - Presidente, peço desculpas e peço para V. Exª retirar da sessão de hoje que minoria com complexo de maioria é falta de decoro parlamentar.
Presidente do Senado, José Sarney - Está suspensa a sessão por dois minutos.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

#FORA!!!

Vamos fazer uma campanha????

Acho que precisamos manifestar nossa indignação perante a impunidade dos políticos corruptos que assola nosso pais...

Mais parece que estamos enfrentando uma praga de gafanhotos, comendo tudo que vê pela frente com impostos abusivos, com desvios, mensalões, atos secretos, dinheiro na cueca, na mala, na conta em algum paraíso fiscal...

Pra mim já chega!

Meu protesto é para dizer #FORA SARNEY, #FORA COLLOR, #FORA MALUF, #FORA O NEPOTISMO, #FORA YEDA, #FORA A FALTA DE BANDEIRA DOS PARTIDOS POLÍTICOS.

Meu protesto é para dizer


domingo, 26 de julho de 2009

Preciso manter a...

ESPERANÇA

Creminho da Torta de Limão...


Ai, é ou não é uma delícia?!?
Aquele creminho de limão é tudo, dá vontade de comer de colher, só aquilo...

Não se decepcionem, ok?! É tão fácil...

Ingredientes:
Leite condensado
Limão

Modo de preparo:

Esprema o limão no leite condensado e mexa bem.
A consistência muda...
Agora prove um pouquinho, se quiser mais azedinho, mais limão...
Vai provando e....


TÁ PRONTO!!!
Não tem erro...

10 dicas para gerar grandes ideias




A ex-diretora de planejamento da JWT London e da Chiat Day New York, a Merry Baskin – atualmente na Baskin Shark, da qual é fundadora – tem um texto muito interessante no site do The Account Planning Group do Reino Unido com dicas excelentes para conduzir reuniões de Brainstorming.

Segundo ela, 9 em cada 10 pessoas nas empresas concordam que inovação e criatividade são vitais para o crescimento, mas o problema é que 9 em cada 10 pessoas que admitem isso não sabem como colocar esses conceitos em prática. Uma maneira fácil de fazer isso – muito utilizada nas agências – é a “tempestade de idéias”.

No entanto, as reuniões de Brainstorming devem ser mais desejadas e acessíveis no dia-a-dia dos escritórios. A grande ironia, diz ela, é que não basta chamar algumas pessoas para uma sala com um flipchart e começar a dizer o que quiser – se você quiser um output bom, é claro.

De acordo com Baskin, as sessões de Brainstorming precisam ser facilitadas, com a criação de um ambiente que conduz ao pensamento criativo, à tomada de risco, à experimentação e que deixe a mente correr solta. Para isso, ela dá algumas dicas excelentes.

1 – Prepare-se: Mesmo que seja um encontro de 1 hora durante o horário de almoço. O tempo gasto de antemão será recompensado pelo rumo que a reunião tomará.

Portanto, pense nos seguintes pontos:

2 – Defina o problema com cuidado, clareza e objetividade. Assegure-se de que tem o problema “certo”. Nunca use o Brainstorming para estabelecer uma disputa. Se possível, encontre um “dono” do problema, deixando você com a função de facilitar o direcionamento à solução.

3 – Pense muito bem na seleção das pessoas. Evite pessoas que não ajudem, que sejam céticas, hierárquicas e tipos que podem acabar com o bom humor do encontro.

4 – Tenha uma “programação”. Não se esqueça de incluir intervalos, que são cruciais, pois tornam as sessões mais estimulantes e ditam a mudança. Uma ideia é mandar o pessoal para uma breve caminhada, de preferência na rua, e dar uma tarefa totalmente desvinculada do escopo – com isso eles levarão seus cérebros para dar uma volta também. Geralmente, quando você para de pensar em algo, é quando a ideia aparece.

5 – Pense nos acompanhamentos. Alguns tipos de comida como espinafre e nozes, ricos em Omega 3, ajudam na memória e concentração. Cafeína e álcool antes ou depois podem deixar a sessão horrível.

6 – Escreva uma caixa de ideias. Há diversas técnicas e jogos que você pode utilizar. Quanto mais você tiver em mãos, mais confiante, criativo e flexível você ficará durante a reunião. Meus favoritos são:

- In-out listening: Deixa sua mente vagar para dentro e para fora quanto o problema vai sendo definido, e você escreve qualquer coisa que vir à sua cabeça – mesmo se for algo bobo. Use tais palavras para desencadear associações, faça conexões e transforme-as em possíveis soluções.

- Esvaziamento cerebral: Todo mundo tem algo em mente – seja um preconceito, uma ideia ou um compromisso. Tire isso deles antes de começar e, assim, poderá seguir adiante.

- Modelo dos Seis Chapéus do Edward De Bono: Um sistema que encoraja as pessoas a fazer um tipo de coisa por vez: seja racional, emocional, julgamental, positivista, etc. Cada um representa um diferente modelo e sinaliza ao grupo que foquem nessa área e evitem confusão.

- Excursões: Existem inúmeras opções, mas uma fácil é fazer com que as pessoas finjam ser algum tipo de animal, descrevam como é sua vida e sugiram como aquele animal ou suas características poderiam ajudar a resolver o problema.

- Colagens ou recortes de fotos: Faça com que as pessoas pensem visualmente em termos de imagens e associações, ao invés de apenas utilizar palavras.

- Leve o físico em consideração: Não importa se é um exercício coletivo ou atuando, é importante fazer com que as pessoas se mexam. Isso as deixa acordadas e estimula os lados direito e esquerdo do cérebro simultaneamente.

7. Não se esqueça de construir. Raramente uma ideia já vem totalmente formada. Portanto, deixe as outras pessoas a levem adiante e veja quando seguir adiante.

8. Pratique a escrita legível. Ou então deixe alguém para anotar e acompanhar tudo. Se você não conseguir ler o que escreveu nos seus flipcharts e nem lembrar o que foi dito, desperdiçou o tempo de todo mundo.

9. Divirta-se. A risada é um grande desinibidor e torna o ambiente propício à criatividade.

10. Leia alguns livros para se iniciar no assunto:

- ?What If!:How to start a Creative Revolution at Work - Dave Allan, Matt Kingdon, Kris Murrin e Daz Rudkin.

- The Innovators Handbook - Vincent Nolan

- Six Thinking Hats - Edward De Bono


Fonte: http://www.chmkt.com.br/2009/07/10-dicas-para-gerar-grandes-ideias.html

Bem legal esse site!!!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Abra a felicidade


Nos últimos dias estive doente...

Com dor-de-garganta... tosse... Mas nada de Gripe A, não se preocupem!

Estou medicada e já dou sinais de melhora!

Em casa, de cama, assisti diversas vezes o comercial da Coca-Cola "abra a felicidade".

Gostaria de compartilhar com todos, não sem o receio de parecer auto-ajuda, que essa mensagem ultrapassa um simples copo de refrigerante.

Abrir a felicidade é nos permitir dar valor àquilo que realmente importa: as pessoas.

O bem-estar, a vontade de ser feliz, com um quantidade de dinheiro suficiente para sentir segurança...

Com a quantidade de amigos suficiente para nunca se sentir desamparado.

Com bons laços de família a ponto de ter certeza do endereço do seu porto-seguro, no coração das pessoas que te amam, que você ama de volta.
Leia, leia tudo, do gibi à enciclopédia, futrique na internet, clique, arrisque... Rabisque...
Conecte-se com tudo que te faça sentir limpo, melhor, pra cima!
Sabe porque?
Um dia você vai envelhecer...
E se você não abrir sua felicidade já nos primeiros anos de sua vida, faça isso na sua adolescência, se você não fizer isso enquanto for jovem, tenha maturidade de fazê-lo quando for adulto.
Sempre é tempo.... Pense positivo, una-se a pessoas positivas.
Trabalhe numa empresa positiva, preocupada com as pessoas.
Tenha boas histórias para contar aos seus netos. Crie bem seus filhos, com muito amor, para ter orgulho das pessoas que você colocou no mundo...
Frases para a vida toda: “o mais importante na vida é amar e ser amado em retribuição”
“é o tempo que dedicaste a tua rosa, que tornou tua rosa importante”
“ama teu próximo como a ti mesmo”
“cuidado, pois tu pode ser o único evangelho que o teu próximo lê”
Tem muito mais, mas não cabe agora...
Lembra sempre de ler muito, comer peixe e beber água.
Uma dança e uma boa gargalhada por dia não fazem mal a ninguém.
Mantenha em dia suas orações, mantenha contato com seu lado divino, todos nós temos um!
Amor! A palavra de ordem é amar incondicionalmente...

Esse post é dedicado a minha vó.
A pessoa idosa que eu conheço que nunca se preocupou com a velhice... hoje sente falta de algo que não viveu..

Cuidem-se, ok?!
Abram a felicidade todos os dias!!! Nós temos motivos de sobre para isso.

Abraço,

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Dia do Amigo

FELIZ DIA DO AMIGO!!!

Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes
pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho.
Algumas percorrem ao nosso lado, vendo muitas luas
passarem, mas outras apenas vemos entre um passo e outro.
A todas elas chamamos de amigo.
Há muitos tipos de amigos.
Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles.
O primeiro que nasce do broto é o amigo pai e o amigo mãe.
Mostram o que é ter vida.
Depois vem o amigo irmão, com quem dividimos o nosso
espaço para que ele floresça como nós.
Passamos a conhecer toda a família, a qual respeitamos
e desejamos o bem.
Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais
não sabíamos que iam cruzar o nosso caminho.
Muitos desses são designados amigos do peito, do coração.
São sinceros, são verdadeiros.
Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz...
Às vezes, um desses amigos do peito estala o nosso
coração e então é chamado de amigo namorado.
Esse dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos
lábios, pulos aos nossos pés.
Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas
férias ou mesmo um dia ou uma hora.
Esses costumam colocar muitos sorrisos na nossa face,
durante o tempo que estamos por perto.
Falando em perto, não podemos nos esquecer dos amigos
distantes, que ficam nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra,
aparecem novamente entre uma folha e outra.
O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e
perdemos algumas de nossas folhas.
Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por
muitas estações.
Mas o que nos deixa mais feliz é que as que caíram
continuam por perto, continuam aumentando a nossa raiz com alegria.
Lembranças de momentos maravilhosos enquanto cruzavam o nosso caminho.
Desejo a você, folha da minha árvore, Paz, Amor, Saúde, Sucesso, Prosperidade...
Hoje e Sempre...


Tenha um ótimo Dia do Amigo!!!

sábado, 18 de julho de 2009

GATECRASHER 3D


A Gatecrasher 3D traz a Porto Alegre o DJ EDX, eleito o terceiro melhor artista de Progressive House do mundo no Beatport Music Awards 2009. O DJ Suíço é autor de remixes que se tornaram os maiores hits de 2008, a exemplo de Angel On My Shoulder, e de 2009, com Times Like These.

Foi convocado para remixar faixas de feras como: Armin Van Buuren, Deadmau5, Kaskade, Dubfire (Deep Dish), Steve Angello, Axwell & Bob Sinclair, Sebastian Ingrosso & Laidback Luke e Funkagenda.

A festa também conta com a presença de Ronski Speed, alemão ícone do Trance Europeu, considerado um dos cem melhores DJs do mundo. O line up inicia com André Sarate, DJ revelação e melhor produtor de música eletrônica do Estado pelo Prêmio POABeat em 2008.

Quem comanda também a pista de dança é o residente da Gatecrasher no Brasil e top 3 no ranking estadual do FBN Players, Everson K.

O encerramento da noite fica por conta de uma Jam Session com a participação de vários DJs gaúchos.

A Gatecrasher utiliza a tecnologia tridimensional, com distribuição gratuita de óculos 3D para que o público visualize clipes transmitidos nos telões instalados pelo local. Além de outras nove telas com imagens em terceira dimensão vistas sem a necessidade dos óculos especiais.

Nascida na Inglaterra há 15 anos, a Gatecrasher tornou-se uma das maiores marcas relacionadas à história da música eletrônica, levando suas tours mundiais a mais de 2 milhões de pessoas por ano.

Cinco edições já foram realizadas na Capital Gaúcha, entre 2005 (EU FUI!) e 2008.

O local do evento, na Casa do Gaúcho, foi escolhido por possuir estrutura de palco, mezanino vip, bons banheiros e ampla área para colocação dos telões. Programação23h - André Sarate1h30 - EDX3h30 - Everson K5h - Ronski Speed7h - Jam Sessions (até as 8h)

(Os organizadores da festa prometem que os horários do line up serão cumpridos à risca)

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Reflexões



"Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos...

Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

terça-feira, 14 de julho de 2009

Manifesto Movimento MPB (Música para Baixar)


Pessoal,

divulgo aqui um movimento que conheci depois de conhecer O Teatro Mágico, e pra variar concordo plenamente com eles.

Uma nova maneira de consumir música está se consolidando.

O MPB afirma que a prática do “jabá” nos veículos de comunicação é um dos principais responsáveis pela invisibilidade da grande maioria dos artistas. Por isso, defendemos a criminalização do “jabá” em nome da diversidade cultural.

Quem baixa música se torna um multiplicador... e não pirata como mtos agentes dizem por ai. A industria vai ter que se render a voz do povo.

Cada vez aumenta mais a qualidade do material que está sendo disponibilizado na web.

E isso é excelente. O artista tem mais espaço, tem mais oportunidade de aproximação com seu público.

Novos tempos necessitam de novos valores. Temas como economia solidária, flexibilização do direito autoral, software livre, cultura digital, comunicação comunitária e colaborativa são aspectos fundamentais para a criação de possibilidades de uma nova realidade a quem cria, produz e usa música.
O MPB irá promover debates e ações que permitam aos agentes desse processo, de uma forma mais ampla e participativa, tornarem-se criadores(as) e gestores(as) do futuro da música.

O futuro da música está em nossas mãos.

Os primeiros a assinarem a petição online do Música Para Baixar foram:
RJ – Leoni – Cantor e Compositor – http://www.leoni.art.br/ e http://musicaliquida.blogspot.com/ RJ – Zélia Duncan Cantora e Compositora – http://musicaparabaixar.org.br/www.zeliaduncan.com.br DF – Ellen Oléria – Cantora e Compositora – http://sapatariadf.wordpress.com/ PB – Kaline Lima – Rapper RS – Nei Lisboa – Cantor e Compositor – http://www.neilisboa.com.br/ SP – Trupe o Teatro Mágico – http://www.oteatromagico.mus.br/novo/ RS – Banda Bataclã – http://www.bataclafc.com.br/ PA – Juca Culatra & Power Trio – http://www.myspace.com/jucaculatrapowertrio ES – Banda Sol na Garganta do Futuro – http://solnagargantadofuturo.blogspot.com/ PR – Banda Nuvens – http://www.nuvens.net/ DF – Banda Coyote Guará – http://musicaparabaixar.org.br/www.coyoteguara.com.br MT – Eduardo Ferreira – Integrante do Caximir, OsViralata e da Afábrika – caximirbuque.blogspot.com DF – GOG – Rapper e Poeta – http://gograpnacional.com.br/ PA – Casarão cultural Floresta Sonora – http://www.myspace.com/florestasonora1 DF – Jaqueline Fernandes – Produtora Cultural – http://grioproducoes.blogspot.com/ PE – Pedro Jatobá – Diretor de Açoes Culturais do Instituto Intercidadania – http://www.intercidadania.org.br/ SP – Sergio Amadeu da Silveira – sociólogo e ativista do software livre – http://samadeu.blogspot.com/ SP – Cabeto Rocker – Pascolato-Músico/Produtor Cultural SP – Mateus Zimmermann – Jornalista, designer editorial e fotografo – http://musicaparabaixar.org.br/www.mateus.jor.br BR – Sociedade de Usuarios da Tecnologia Java – SouJava – http://www.soujava.org.br/ RS – Marcelo Branco – Associação Software Livre.ORG – http://softwarelivre.org/ RS – Richard Serraria – Compositor, músico, poeta e artivista – http://vilabrasilcodigolivre.blogspot.com/ SP – Fabio Malagoli Panico Bugnon – Advogado RS – Everton Rorigues – Projeto Software Livre Brasil, Banda Bataclã FC e blog Brasil Autogestionário SC – Pontão de Cultura Digital Ganesha - http://www.projetoganesha.org.br/


Atualemente são mais de 500 assinaturas e eu já deixei a minha lá.

Assine e divulgue o manifesto Música Para Baixar.
Acesse: http://www.petitiononline.com/mpb/petition.html e faça sua parte!

Viva a Internet que possibilita esse tipo de coisa!!!!!!!!!!!!!!!
Abração

segunda-feira, 13 de julho de 2009

"Um fósforo, uma bala de menta, uma xícara de café e um jornal"


Estes quatro elementos fazem parte de uma das melhores histórias sobre atendimento.
'Um homem estava dirigindo há horas e, cansado da estrada, resolveu procurar um hotel ou uma pousada para descansar.

Em poucos minutos, avistou um letreiro luminoso com o nome:
“Hotel Venetia”.
Quando chegou à recepção, o hall do hotel estava iluminado com luz suave.

Atrás do balcão, uma moça de rosto alegre o saudou amavelmente:
“- Bem-vindo ao Venetia”!

Três minutos após essa saudação, o hóspede já se encontrava confortavelmente instalado no seu quarto e impressionado com os procedimentos:
tudo muito rápido e prático.
No quarto, uma discreta opulência;
uma cama, impecavelmente limpa, uma lareira, um fósforo apropriado em posição perfeitamente alinhada sobre a lareira, para ser riscado...

Era demais!

Aquele homem que queria um quarto, apenas para passar a noite, começou a pensar que estava com sorte.
Mudou de roupa para o jantar
(a moça da recepção fizera o pedido no momento do registro).

A refeição foi tão deliciosa, como tudo o que tinha experimentado, naquele local, até então.

Assinou a conta e retornou para o quarto.

Fazia frio e ele estava ansioso pelo fogo da lareira.
Qual não foi a sua surpresa!

Alguém havia se antecipado a ele, pois havia um lindo fogo crepitante na lareira.

A cama estava preparada, os travesseiros arrumados e uma bala de menta sobre cada um.

Que noite agradável aquela.

Na manhã seguinte, o hóspede acordou com um estranho borbulhar, vindo do banheiro.
Saiu da cama para investigar.
Simplesmente uma cafeteira ligada por um timer automático, estava preparando o seu café e, junto um cartão que dizia:
Sua marca predileta de café.
Bom apetite!

Era mesmo! Como eles podiam saber desse detalhe?
De repente, lembrou-se:
no jantar perguntaram qual a sua marca preferida de café.
Em seguida, ele ouve um leve toque na porta.
Ao abrir, havia um jornal.
“Mas, como pode?!
É o meu jornal! Como eles adivinharam?”
Mais uma vez, lembrou-se de quando se registrou:
a recepcionista havia perguntado qual jornal ele preferia.

O cliente deixou o hotel encantado.
Feliz pela sorte de ter ficado num lugar tão acolhedor.

Mas, o que esse hotel fizera mesmo de especial?

Apenas ofereceram um fósforo, uma bala de menta, uma xícara de café e um jornal.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Maresias - SP


Hoje é segunda-feira e eu to com as pernas pra cima...

Resultado do Liquida Porto Alegre é um banco de horas gigante, que me permite tirar uns dias de folga!

Eu e o Fábio decidimos curtir uns dias na estrada e tá sendo muuuuuuito ótimo.

Nosso hostel é show, café-da-manhã de principes, com direito a fruta e suquinho natural!! Uma beleza!

Maresias é bem bonita, hoje caminhamos bastante e tivemos como "guia" um caozinho bicuira!!! hehehehehehehehehhe...

Os primeiros dias estao pra lá de romanticos, jantinhas e tudo mais que merecemos!

Dia dez tá chegando e lá se vão 3 anos e 3 meses... Muiiito rápido!!! Credo!

Os próximos dias são para relaxar ainda mais e se São Pedro permitir, pegar mais uns dias de praia!!!!

Se tem uma coisa boa no Brasil é esse litoral!!!!

Benzadeus...


Hoje tava na praia e me lembrei: "Pareço conchinha, ou será que conchinha acha que sou eu"


A vida me parece boa, um dia de sol, meu amor do lado, um mar bonito pra encher os olhos...


Saudade de poucas coisas, vontade de fazer muito mais...


Como sempre digo nas minhas orações: Obrigada, obrigada por tudo que já trilhei até aqui e por tudo que ainda está por caminhar...


Obs.: Sabia que esses dias iam dar certo.. Na vinda paramos num restaurante na estrada e eu ouvi "Cara de Família", meu coração se encheu de coisas boas!!!!

Uhuuuuuuu!!!!


Feitooooooo!!!


Dias de sol!!!


Beijo.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Teatro Mágico







Um dos melhores shows que eu já fui na vida.

Conheci o Teatro Mágico através da minha colega e amiga, Vane Gomes...

No Dia das Mães desse ano, usamos como trilha sonora de uma homenagem para as mães "Cuida de Mim", e eu achei lindo...

A pergunta clássica: Vane, o que que é isso?!?!?!

"É Teatro Mágico", ela me disse...

E desde então, me apaixonei por esses poetas-palhaços que falam coisas tão lindas...

Nessa quinta a gente foi no show e foi demais!

Comprei DVD e adesivo... Curti muito, ri, chorei, bati palma e pulei, muito mais feliz do que em qualquer outro show...


TEATRO MAGICO, VCS TOCAM O CORAÇÃO...
Eu sou "gaúcha mágica"!!!!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Nó em pingo d'água..


Somos como chuva
correndo na janela
Até que um dia
é um dia de sol.

Dia de sol é como prisão
Prendendo em nuvens
Pingos que somos nós

Nós que somos difíceis de segurar...
Nós que somos emaranhado,
amarrado,
apertado coração que chove...
Sem parar.

Nós que somos nós
que para desatar não há
Ancora ou corrente,
Poste, pneu, marreta
Cacetete...

Nós que estamos juntos
Nós que demos o nó.
Então que desatemos
o nosso nó da garganta.


Mel Danda

"...A poesia prevalece..."

Previsão do Tempo


Sou pingo de chuva
Insistindo em correr
Não há para-brisa
Pra me parar de chover

Sou rajada de brisa
que insiste em passar
E não existe fogo
Que possa me consumir

Vou sempre ventar...

Sou brilho de estrela
na estrada
Só brilha no escuro
Pra vista privilegiada

Mel Danda

"...a poesia prevalece..."

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Mario Quintana

Hoje duas amigas me lembraram do Quintana... do genial Quintana e de como gosto de tudo que leio dele...
Uma amiga me contou de uma dedicatória de um livro que o Quintana escreveu agradecendo um quadro de bolso que havia ganhado de um amigo...
Em outras palavras dizia: Agradeço o segundo presente, já que o primeiro não pude aceitar (era um quadro para pendurar na parede), pois não tenho paredes, só tenho horizontes...
Achei linda essa frase!!!
Em seguida recebi por email a mensagem que exige de nós "transformação".....



A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo,
a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.


Mário Quintana

segunda-feira, 1 de junho de 2009

ZAZULEJO


"Ah eu tenho fé em Deus... né? Tudo que eu peço ele me ouci... né?Ai quan`o eu to com algum probrema eu digo: Meu Deus! me ajuda que eu to com esse probrema! Ai eu peço muito a Deus... ai eu fecho meus olhos... né? eu Deus me ouci na hora que eu peço pra ele, né? Eu desejo ir embora um dia pra Recife não vou porque tenho medo de avião, de torro... de torroristo ai eu tenho medo né? Corra tudo bem... se Deus quiser... se deus quiser..."

Pigilógico, tauba, cera lítica, sucritcho,
graxite, vrido, zaluzejo
"eu sou uma pessoa muito divertida"
Pigilógico, tauba, cera lítica, sucritcho,
graxite, vrido, zaluzejo
"não sei falar direito"
Pigilógico, tauba, cera lítica, sucritcho,
graxite, vrido, zaluzejo
"não sei falar"

Tomar banho depois que passar roupa mata
Olhar no espelho depois que almoça entorta a boca
E o rádio diz que vai cair avião do céu
Senhora descasada namorando firme pra poder casar de véu
Quando for fazer compras no Gadefour:
Omovedor ajactu, sucritcho, leite dilatado, leite intregal,
Pra chegar na bioténica, rua de parelepídico
Pra ligar da doroviária, telefone cedular
Quando fizer calor e quiser ir pra praia de Cararatatuba,
cuidado com o carejangrejo
Tem que ta esbeldi, não pode comer pitz,
pra tirar mal hálito toma água do chuveiro
No salão de noite, tem coisa que não sei
Mulé com mulé é lésba e homi com homi é gay
Mas dizem que quem beija os dois é bixcional...
só não pode falar nada, quando é baile de carnaval
Pra não ficar prenha e ficar passando mal, copo d'água e pílula de ontemproccional
Homem gosta de mulher que tem fogo o dia inteiro,
cheiro no cangote, creme rinsa no cabelo
Pra segurar namorado morrendo de amor
escreve o nome num pepino e guarda no refrigelador,
na novela das otcho, Torre de papel,
Menina que não é virgem, eu vejo casar de véu
Se você se assustar e tiver chilique, cuidado pra não morrer
de palaladi cadique
Tenho medo da geladeira, onde a gente guarda yorgute,
porque no fio da tomada se cair água pode dá cicrutche
To comprando um apartamento e o negócio ta quase no fim
O que na verdade preocupa é o preço do condostim
O sinico lá do prédio, certa vez outro dia me disse:
Que o mundo vai se acaba no ano 2000 é o que diz o acalipse
Tenho medo de tudo que vejo e aparece na televisão
Os preju do Carajundu fugiram em buraco cavado no chãoTesorista,
assassino e bandido, gente que já trouxe muita dor
O que na verdade preocupa é a fuga do seucrostador
Seucrosta quem não tem dinheiro, quem não tem emprego e não tem condução
Documento eu levo na proxeca
porque é perigoso carregar na mão
Mas quando alguém te disser ta errado ou errada
Que não vai S na cebola e não vai S em feliz
Que o X pode ter som de Z e o CH pode ter som de X
Acredito que errado é aquele que fala correto e não vive o que diz
"e eu sou uma pessoa muito divertida...
eles não inventavam nada...
eu gostava de inventar as coisa não sei falar direito...
inventar uma piada, inventar uma palavra,
inventa uma brincadeira...
não sei falar me da um golinho...
me da um golinho...
"E com muito prazer que eu convido agora todos aqueles
que estão ouvindo esta canção
Para entoar em uníssono o cântico: Omovedor, Carejangrejo
Vamos aquecer a nossa voz cantando assim:
Omovedor, Carejangrejo, Omovedor, carejangrejo... Omovedor!
"omovedor... carejangrejo... só isso que eu tenho pra falar!"