quinta-feira, 20 de junho de 2013

#manifestação #portoalegre #ogiganteacordou

hj senti a chuva gelar meu rosto, meu cabelo, minhas mãos. mas tinha uma energia no meio de tanta gente.. uma energia que faz a gente gostar de caminhar pelas ruas da nossa cidade. eu vi amigos, eu vi beijos, eu vi rimas que disseram exatamente o que eu quero dizer há muito tempo. e eu disse. hoje eu disse. eu senti medo da cidade não aguentar tanta gente reunida. achei que o viaduto ia ceder... achei que a passarela da escadaria da Borges ia ceder. e eu andei, e voltei a gritar, e andei ainda mais. eu vi um músico tocando flauta para uma senhora. e foi incrível. não me deixei tomar pelo medo da bomba. e segui caminhando, mesmo com frio e com chuva. não deixe que a imprensa negativa mostre apenas a parte ruim dos protestos. enquanto está tudo bem, não há filmagens...não há plantão... se a imprensa reforça o comportamento negativo dando ainda mais visibilidade para isso, a tendencia é aumentar. reforcemos o positivo... que pisquem ainda mais luzes nas sacadas brasileiras... branco, paz, fé, coragem.... positividade. a energia que nos move diz muito... sei que é difícil, mas não é impossível. nosso papel ao participar de um manifesto como esse é somar, é fazer parte. eu cheguei em casa bem, mas desejo que todos cheguem bem...

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Perguntar-se profundamente...


Tenho vivido um momento intenso...Meus 30 anos definitivamente chegaram chegando.
2013 está sendo um ano marcante... daqueles cheio de dias incríveis, de questionamentos profundos.
Eu gosto.Não é fácil. Mas é bom. O resultado é bom.
Bueno, nessa onda de me perguntar mais, de me questionar mais, tenho estado mais atenta aos sinais... às mensagens, às coisas que as pessoas tem dito e ao que tenho lido.

Então compartilho com vocês 3 coisas que tenho tentado unir, que parecem partes de um mesmo quebra-cabeça, mas que ainda não se encaixou. Ainda.

1. Outro dia fomos para um encontro da área comercial da empresa, e o diretor comentou algo que ele ouviu numa viagem internacional sobre o paradoxo. O quanto é importante sabermos lidar com o paradoxo. O paradoxo só existe a partir de duas situações de incerteza. Sem dois pontos antagônicos, não há paradoxo. Não sei se entendi bem, mas ele chegou a comentar o quanto conviver com o paradoxo, adiando decisões, nos faz melhor, mais fortalecidos frente as situações. Quando tomamos muitas decisões, abrimos espaço para novos paradoxos e nem sempre estamos prontos para resolvê-los. Nesse caso, conviver com os paradoxos servem para amadurecem nossas ideias.

2.  Nessa onda de frases de Facebook, se você segue perfis interessantes pode ler algo parecido com isso...“Avalia-se a inteligência do indivíduo pelo número de incertezas que ele é capaz de suportar” - Kant.
Até aqui parece que estamos falando de um mesmo tema... saber conviver com a dúvida, maturar o pensamento antes de tomar decisões.
E então vem a terceira provocação, que é um trecho de Alice no país das maravilhas, que todo mundo fala com tom pejorativo, mas que na minha interpretação soa totalmente positivo e então acaba sendo a cola para unir os dois pensamentos anteriores.

3. “Alice:"Você pode me ajudar?"
Gato: "Sim, pois não."
Alice:"Para onde vai essa estrada?"
Gato:"Para onde você quer ir?"
Alice:"Eu não sei, estou perdida."
Gato: "Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve."”

As pessoas trazem esse diálogo como um alerta do Gato para Alice, como quem diz: Planeje! Saiba onde quer chegar! Se você não sabe onde vai, ficará vagando por essa estrada...
Bom, eu sempre entendi esse diálogo como algo extremamente positivo, onde o Gato mostra para Alice que existem várias possibilidades de se chegar a algum lugar interessante. Se todos os caminhos servem, então não há caminho certo ou errado.
Ao escolher sua estrada, Alice está vivendo o paradoxo, lidando com a incerteza... amadurecendo a ideia de que precisa chegar a algum lugar....

Amadurecendo nossas ideias chegaremos ao País das Maravilhas?!?
Eu acredito que sim.... e pra lá, todas as incertezas são bem vindas, todos os caminhos podem ser trilhados.

E você? O que acha de tudo isso?
Já viveu momentos assim? Mais reflexivos.... onde todas as frases parecem sinais...?
Tenho a impressão de que em alguns meses vou olhar para trás e pensar: hummmmmm, entendi....


Bom, perguntar-se profundamente... essa é minha religião! Quem faz parte dessa seita, levante a mão...

"Nem toda palavra é, aquilo que o dicionário diz, nem todo pedaço de pedra, se parece com tijolo ou com pedra de giz" [...] "...descobrir o verdadeiro sentido das coisas, é querer saber demais..."

Abraço.

sábado, 8 de junho de 2013

Mulheres e o poder de sedução

Aproveitando o Dia dos Namorados, vale a pena falar do espírito feminino nessa época.
Eu não sei quem inventou a ideia de que quem casa não tem mais sex appeal, não tem mais sedução...
Gente, os casamentos acabam pq isso acaba.
Ter o desafio de seduzir o mesmo cara várias vezes, é muito poder de sedução.
Seduzir vários caras, é muito mais fácil... todas as mulheres solteiras tem alguns mesmos truques debaixo de um belo vestido...de um belo salto... e não adianta dizer que não.
Ser sexy de cara lavada, varrendo a casa, de pantufinha velha? Haja tesão...
E há.
Senhoras e senhores, a delícia desse jogo de sedução é que ele sempre nos surpreende.
A quantidade de novos poderes, cenas, jogos e carícias são sem limites.
Não se limite, não se contente.
Mulheres solteiras... abandonem os velhos truques de sempre.
É importante nos testarmos, conhecermos o quanto somos capazes de seduzir a nós mesmas.
Mulheres casadas, achar que o jogo está ganho e por isso não buscar uma novidade com o mesmo parceiro, é começar um jogo perdido.
Homens solteiros... sinto muito, ficam com muito pouco de nós.
Homens casados, vejam só... há muita diversidade em uma mesma mulher... saiba provoca-la!
Dia dos Namorados é um só. Dia dos casados são todos os dias do ano... quer mais desafio que isso?
Dia dos Namorados para os casados, é comemorar a alegria de haver dentre 7 bilhoes de habitantes no planeta alguem que testemunha seus dias, suas histórias, comemora seus feitos e dá força para as batalhas diárias...
Pra mim, seduzir o marido é me tornar mais esposa de mim mesma.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Quero ser importante!

Nós somos o único animal que é mortal. Todos os outros animais são imortais. Embora todos morram, nós somos os únicos que, além de morrer, sabe que vai morrer. [...] Você e eu sabemos que vamos morrer. [...] O que me importa é o que eu faço da minha vida enquanto a minha morte não acontece, para que não seja uma vida banal, superficial, futil, pequena. Nesta hora eu preciso ser capaz de fazer falta. [..] Há uma diferença entre ser famoso e importante. Muita gente não é famosa e é absolutamente importante. Importar: quando alguém me leva pra dentro. Importa. Me porta para dentro. Ele me carrega. Eu quero ser importante. [...] Preciso me repartir!

Achei essa entrevista espetacular....
Perguntar-se profundamente...


É, ninguém disse que é fácil. Mas tb, ninguém disse que é impossível!

domingo, 2 de junho de 2013

talvez enlouquecer seja...

Sentimento é uma coisa tão intensa, e vem tudo misturado... de uma forma tão estranha me sinto feliz e triste ao mesmo tempo. Pelo menos são por coisas diferentes.
Talvez enlouquecer seja sentir-se feliz e triste ao mesmo tempo e por uma mesma coisa. Ao mesmo tempo.